A alma humana na profissão de necropsia



ESPIRITUALIDADE



Quem sou eu pra falar de alma humana?

Sou apenas um técnico de necropsia, que trabalha e faz faculdade com o objetivo de ter um crescimento como pessoa.

Sou uma pessoa que gosta de filosofia, reflexão e escrever tudo que sente e pensa. Sou uma mente aberta para deixar fluir minha sensibilidade e sou profissional consciente do meu trabalho. Não existe frieza na área de necropsia, somente existe uma pessoa com o DOM de olhar as coisas por ângulos diferentes. Acredito que se todos colocarem suas ideias e mostrar uma visão nova de mundo, teremos novas formas de ver esse mundo.

Necropsista não é ser frio!
O q deixa o ser humano frio?
Ao meu ver, é a falta de amor e compaixão...esta no trato com pessoas vivas.
Na necropsia, o corpo do cadaver deve ser respeitado, pois já foi um ser vivente, mas ali você fará tambem seu trabalho.Ele será sua matéria prima, apenas matéria, mais nada. Respeitar a dor dos familiares e ter consciência que tanto a morte como a necropsia pode acontecer a qualquer um de nós, não somos superiores e nem imortais. Não somos frios, se respeitarmos a vida.

Vou falar sobre a alma humana.

Quantos sonhos e fantasias tem uma pessoa na vida?
Eu posso falar de vida, alma e sonhos porque sou uma pessoa...Igual a você ou qualquer outro.
Eu sou uma pessoa que tem o DOM de trabalhar numa profissão ainda pouco conhecida, com preconceitos e o num pais que ainda não da recursos, condições e reconhecimento para esta profissão. Eu sou um tecnico de necropsia como poucos que ha no Brasil. Faço parte de um grupo seleto de profissionais que timidamente esta se identificando nos filmes e aparecem discretamente por traz dos legistas nos crimes e catastrofes que abalam nossa sociedade.

Um profissional de necropsia não é uma pessoa mórbida ou cheia de esquisitices. Somos todos pessoas comuns sobrevivendo e vivendo. Temos sonhos, dores, perdemos, sofremos e choramos pela morte de quem amamos. A morte é uma perda e toda perda dói muito e nós tambem sentimos essa dor. Assim como uma enfermeira que dia esta trabalhando e cuidando de doentes chorosos nas filas dos hospitais brasileiros, em outro dia pode estar doente e ser uma paciente chorosa tambem numa fila de espera hospitalar. Nós da necropsia temos consciencia que dia abrimos pessoas mortas e em outro dia podemos tanto ser o cadaver da mesa como podemos estar na porta de um IML sofrendo e esperando pela liberação do corpo de um parente. Isto pode acontecer conosco, com os medicos, policiais...qualquer um!
Respeitar a dor dos familiares e ter consciência que tanto a morte como a necropsia pode acontecer a qualquer um de nós, não somos superiores e nem imortais. Não somos frios, se respeitarmos a vida.
A doença e a morte não tem mascaras.
Por isso luto pelo respeito!
Ser necropsista, não é ser frio!
Ao meu ver, é a falta de amor e compaixão no trato com seres vivos. Se não aprendermos a amar as pessoas e animais com respeito e compaixão, estaremos sendo frios e desumanos. O amor e o respeito deve se estender aos seres vivos. Respeitar a natureza, os animais e os seres humanos é vital para que este mundo se salve.

O mundo precisa melhorar, mas só ira melhorar com as pessoas sendo melhores. As pessoas estão perdendo o senso do sofrimento alheio. A mídia, a TV sem conteúdo e toda a banalização do sexo, amor e da morte tem feito as pessoas se perderem. Outro modo do ser humano se perder é caminho quase sempre sem volta das drogas. As pessoas vivendo a falta de cultura e educação moral e intelectual, e ainda a merce das drogas que mascaram a realidade estão se desvalorizando e ridicularizando a alma humana no sua essência.

Choramos ao nascer porque chegamos a este imenso cenário de dementes.
William Shakespeare

Eu vejo o resultado desse cenário quase sempre no meu trabalho.
As drogas tem sido a alternativa dos jovens sem sonhos e perspectivas de vida. É um disperdício ver tantos jovens se envolverem com o trafico e com o uso de drogas. As drogas iludem e deturpa a consciência e a moral. O que parecia certo não é mais.
O resultado das drogas e da falta de perspectiva de muitos jovens eu vejo na mesa de IML. Por essas e outras um profissional de necropsia tem que ter consciência de seu estado humano.

1Jo 5.19 "Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno."

Estas palavras do apostolo João ecoam em meus ouvidos como uma bomba! E João nunca foi tão contemporâneo como agora. Eu não preciso pesquisar muito e nem defender uma tese de doutorado para saber que o apóstolo do amor estava coberto de razão em sua afirmativa. O mundo jaz no Maligno. Esta é a realidade para os dias atuais!!!

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
Clarice Lispector


Acredito que trabalhar com a morte me ensinou a viver intensamente reflexivo. Por isso gosto muito de escrever e talvez um dia escreva um livro, porque preciso também mostrar ao mundo, um mundo diferente, uma visão diferenciada na minha ótica. Assim teremos mais uma opção de rever conceitos. Todos deveríamos rever nossos conceitos e mostrar novas formas de ver o mundo.



********************************************************************************************



Aviso
Mo momento não estou envolvido com cursos. somente escrevendo sobre a área de necropsia.


Não dou mais aulas de necropsia, mas estou envolvido com este projeto de escrever e desmistificar essa profissão honrosa. Acredito que os cursos serão o futuro e é importante estudar e se formar para disputar um concurso publico para a area de necropsia.
Boa sorte a todos



Visitem sempre meu blog

Participem seguindo e votando nas enquetes

Comentários

  1. sergio boa noite sou fa dos seus pensamentos que exprimem sinceridade e honra no que faz parabens me sinto uma grande mulher em te conhecer por suas postagens e pessoalmente da sua admiradora jaine do hc..........

    ResponderExcluir
  2. literalmente um ser humano remanescente de uma raça em extinção ...sentimental , humilde e apesar da profissão escolhida que em sua maioria das vezes marginaliza e deteriora a essencia do ser humano, consegue ser um analitico com a sutileza da alma . Parabens garoto ..voce é exatamente o que imaginei quando o conheci ,ainda um garoto no estagio no SVOC ... pertencente a uma oligarquia de scanners que conseguem ter uma visão periférica ..quando o assunto é morte.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Sergio Honório.Sempre estarei revisitando seus escritos.E desejo que seja muito feliz em seu "novo curso da vida,e de vida".Falar é bom mas ESCREVER um livro é MUITO BOM!!!.Recebi sua Apostila,já iniciei a leitura dela.Muito grata.
    Fátima

    ResponderExcluir
  4. Eu sou instrumentadora cirurgica nao trabalho na area pretendo fazer o curso em breveee

    ResponderExcluir
  5. Ola eu viagei quando li seu artigo e sei que isso que vc disse..e a pira realidade se possivel me envie um imail Edilainy_130@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. OLA GOSTARIA DE TIRAR ALGUMAS INFORMACOES SOBRE O ASSUNTO DA NECROPSI SE VC PUDER ENTRAR EM CONTATO COMIGO ME ADD NO MSN LUANDLULU@HOTMAIL.COM
    MUITO OBRIGADA
    BOM DIA

    ResponderExcluir
  7. pra mim vc e um anjo estou tentando entrar na aria vou prestar concurco publico pra axiliar de necropcia tambem quero entrar pra fazer a diferenca como vc

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida.
-Confúcio

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para entrar na área de necropsia

Tutorial: noções tecnicas de necropsia

Necropsia: IML e SVO