temas de IML: Cuidados no manuseio do cadaver

O termo “Segurança Profissional Durante Procedimento de Necropsia” traduz para os peritos e auxiliares que a prática deste ato técnico deve estar revestida de toda garantia de segurança. Uma vez que durante a necropsia os profissionais se expõem às áreas com solução de continuidade na pele ou nas mucosas do cadáver, a fluídos, secreções orgânicas e dejetos humanos.
Qualquer pessoa em vida pode ser portadora de microorganismos altamente patogênicos, o que, mesmo após a morte, põe em risco a saúde de quem entra em contato com eles, principalmente, os profissionais de necropsia. Agentes infecciosos como vírus, bactérias, fungos, parasitas e prions podem infectar esses profissionais, em especial quando as barreiras usuais do corpo são ultrapassadas ou não estão íntegras. Em geral, os organismos penetram no corpo através de feridas feitas acidentalmente por agulhas ou pontas afiadas, gotículas em membranas mucosas, inalação ou passa¬gem de microrganismos por feridas preexistentes.

Portanto, peritos médicos-legistas e auxiliares técnicos que realizam necropsias, estão expostos a risco de contaminação caso medidas adequadas de proteção não sejam rigorosamente observadas.
. SEGURANÇA PROFISSIONAL E AMBIENTAL - PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DE SEGURANÇA EM NECRÓPSIA Uma série de cuidados deve ser empreendida para se evitar a exposição a riscos físicos, químicos e biológicos durante a realização de trabalho na área da Tanatologia Forense do IML.

Cuidados: Contaminação - ato de sujar objetos inanimados ou matéria viva com material danoso, potencialmente infeccioso ou indesejável. Descontaminação - é o processo de desinfecção ou esterilização terminal de objetos e superfícies contaminados com microorganismos patogênicos, de forma a torná-los seguros para manipulação. Desinfecção - é a eliminação de microorganismos, por meio físico ou químico, que destrói microorganismos presentes em objetos inanimados, mas não necessariamente os esporos bacterianos. Desinfetante de alto nível - produto químico capaz de eliminar vida microbiana, apresentando capacidade tuberculicida. EPI – Equipamento de Proteção Individual: máscaras, gorros, visor facial ou óculos, avental com mangas sanfonadas, jaleco, luvas de borracha, luvas de látex, botas, avental impermeabilizado.

Riscos: Infecção - é o resultado da penetração, aderência e multiplicação de um agente infeccioso específico no organismo humano ou animal onde possam causar efeitos adversos. A transmissão pode ocorrer por contato direto dos tecidos com líquidos biológicos infectados, inalação de partículas aerossóis e inoculadas através de bordas cortantes e instrumentos contaminados. Janela imunológica - é o intervalo entre a infecção e a possibilidade de detecção de anticorpos anti-HIV por técnicas laboratoriais. Cuidados de segurança Dentre os cuidados de segurança preconizados, para o IMOL os mais importantes são:

A - Cuidados Gerais: A.1 equipamentos de Proteção Individual (EPI) A.2 lavagem das Mãos B - Cuidados Específicos: B.1 limpeza e desinfecção de material e higienização de ambiente B.2 profilaxia para acidentes B.3 procedimento em caso de acidente B.4 saúde do funcionário

2.2. EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A fim de minimizar o risco de se infectar, barreiras adequadas devem ser acionadas. É bastante difícil determinar quais casos de necropsias envolvem agentes infecciosos e quais não. Por¬tanto, é prudente considerar que todas as necropsias são potenciais fontes de agentes infecciosos. O plano central de todo programa de biossegurança em necropsia é a utilização de precauções-padrão de controle de infec¬ções. Assim, toda necropsia e seus objetos devem ser tratados como se portassem algum agente infeccioso. Toda a área do procedimento e seus conteú¬dos são designados como áreas de ameaça biológica e, portanto, devem ter placas informativas. A sala de necropsia ideal deve ser bem ventilada, com sistema exaustor negativo. É muito útil ter um segundo auxiliar de necropsia que se mantenha limpo, a fim de registrar pesos, medidas e outras observações quanto aos órgãos, e também para circular quando for neces¬sário qualquer auxílio. Todos os procedimentos devem visar diminuir o risco de derramamentos, respingos ou aerossóis. Equipamentos contaminados, instrumentos, bacias e demais objetos devem ser confinados a áreas designadas até sua desinfecção (mesa de necropsia, mesa de instrumen¬tos, mesa de dissecção, pia e etc.). Os Equipamentos de Proteção Individual - EPI são dispositivos usados individualmente para proteger a integridade física do trabalhador e incluem: luvas, protetores oculares ou faciais, protetores respiratórios, aventais e proteção para os membros inferiores. São equipamentos de uso obrigatório nos ambiente da sala de necropsia e nas salas de radiologia pericial. A utilização de equipamentos como barreira contra as infecções externas passa por constantes modificações, sobretudo, na busca de novos materiais que sejam impermeáveis a microorganismos sob pressão, flexíveis, distensíveis e confortáveis, além de permitir a boa prática nos procedimentos.

. As principais funções dos EPI são: I - redução da exposição humana aos agentes infecciosos; II- redução de riscos e danos ao corpo provocados por agentes físicos ou mecânicos; III - redução da exposição a produtos químicos tóxicos; IV- redução da contaminação de ambientes Lavagem das mãos
A ação de lavar as mãos utilizando água, sabão ou detergente é considerado o mais importante modo de atuar na prevenção e controle de infecções. O objetivo da lavagem das mãos é impedir que microorganismos mantenham-se nas mãos do profissional de necropsia, e que este carreie os mesmos para outras áreas ou demais pessoas. Portanto, a lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais simples, mais eficaz, e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções, devendo ser praticada por toda equipe, sempre ao iniciar e ao término de uma tarefa. A importancia da CIPA em necroterios é fundamental. Valorize essa idéia.

Comentários

  1. ao tocar dentro do corpo humano ocorre riscos de queimaduras?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida.
-Confúcio

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para entrar na área de necropsia

Tutorial: noções tecnicas de necropsia

Necropsia: IML e SVO