sábado, 19 de agosto de 2017

Necropsia: Profisão sem futuro?





Sera que tem futuro para a profissão de necropsista? Ainda não sabemos, mas apesar de estar desanimado, no fundo eu tenho esperanças. O que me levou a essa reflexão

Necrópsia é um tipo de exame científico realizado em cadáveres com a finalidade de apurar a causa mortis, ou seja, a causa da morte. Trata-se de uma série de observações hierarquizadas e organizadas feitas no indivíduo morto. É uma profissão, mas não é regulamentada.
Muitos cursos deram um tempo esse ano de 2017. As pessoas devem refletir e saber qual objetivo de fazer um curso de necro ou tanato.


Como entrar na área de necropsia: ​

*Primeiro ponto a observar é saber onde você esta e ter paciência...muita paciência! Para quem é da área de saúde, seja tecnico, auxiliar de enfermagem, raio-x, etc. Podemos dizer que um bom caminho foi trilhado porque ter experiência em área de saúde ajuda muito, mas não quer dizer que um simples curso tambem não coloque a pessoa no mercado. Para quem é da área de saúde, deve fazer um curso de necropsia e se especializar fazendo outros cursos tambem. Em concursos e contratações que exigem experiência a atuação em saúde pode ser referencia. Prestar concursos estudando os editais e se dedicar. Outro caminho é fazer divulgação na internet de sua formação profissional e ter em mente que enquanto não inicia na necropsia pode ganhar um bom dinheiro trabalhando para funerarias, sendo contratado como tanatopraxista. Se resolver ser FREELANCE deve obter muitos contatos, adquirir experiência e estudar bem o mercado de trabalho. Caso esteja tendo lucro como freelaance é importante fazer uma consulta ao SEBRAE pra saber o melhor modo de atuar. ​

As funções do necropsista no Brasil são: Receber e entregar cadáveres de pacientes falecidos no Hospital, acondicionando-os em geladeira - Realizar a necropsia dos pacientes, nos casos pertinentes - Proceder ao preparo do corpo pós-mortem, incluindo eventual formolização ou embalsamento do mesmo ( ou tanatopraxia em locais que fornecem esse serviço ex: SVOC-USP) - Entregar do corpo aos familiares e Serviço Funerário - Realizar a limpeza e manutenção da sala de necropsia e utensílios - Preparar soluções químicas utilizadas na conservação e trato de espécimes anatômicos - Acondicionamento, manuseio e recorte de peças anatômicas mantidas em soluções químicas fixadoras - Auxiliar o médico no exame de peças anatômicas, realizando eventualmente fotografias e dissecções.

Quem faz um curso de necropsia pode: -Atuar em IML ou SVO -Atuar em necroterios tamponando e entregando os corpos. -Atuar em serviços de saúde publica direcionados as estatisticas de doenças. -Atuar em sindicatos de saúde , necropsista especializado em tanatopraxia pode: -Atuar como freelance em funerarias fazendo trabalhos como aspiração, tanatopraxia e formorização -Atuar em funerarias como agente -Atuar em faculdades de medicina ​
Pode atuar em vários campos, mas sempre estará sujeito as dificuldades politicas, aos deficits publicos ou baixa procura comercial.

ABRINDO O JOGO Quem faz o curso de necropsia não se torna um necropsista e sim um formando sem profissão. Quem esta na área trabalhando é um necropsista mas também pode se dizer que não tem uma profissão, porque não é nem reconhecida como deve e nem regulamentada. Sem regulamentação não temos direitos garantidos, segurança e salário adequado as nossas necessidades.

É preciso dar futuro para essa profissão
A IMPORTÂNCIA DA REGULAMENTAÇÃO DA ÁREA DE NECROPSIA -A importância da regulamentação da profissão de necropsia e área pós morte é fundamental. Essa é uma área muito insalubre, salários baixos na maioria das instituições, condições difíceis de trabalho. Os instrumentos usados pelos necropsista são instrumentos inadequados e geralmente em mal estado de conservação, trazendo riscos a saúde do trabalhador.


As condições dos ajudantes de necropsia que tem entre suas varias funções a de buscar corpos. Estes profissionais são pais de família e arriscam a saúde física com caçambas pesadas para buscar corpos em locais de difícil acesso e ganham salários bem abaixo do merecido. Assim também os necropsista que tem contrato com sangue e fluidos de todo tipo e seus salários são desproporcionais a estas atividades, as instituições não respeitam a insalubridade máxima e como é uma área sem regulamentação e sem um sindicato próprio acaba sendo menosprezadas por outros sindicatos mesmo os de funcionários públicos.

Muitos querem entrar nesta área, mas as vagas são raras e ao contrario do que muitos pensam, para entrar nesta área não precisa ter diploma superior e nem títulos especiais, basta curso básico de auxiliar de necropsia, pois não ha planos de carreira e nem se tem perspectivas de subir na carreira...mas pode se e deve se fazer o contrario. Quando se entra nessa área deve se estudar e buscar novas perspectivas paralelas pata complemento de renda.

Quem quer entrar nessa área tem que amar a profissão e lutar por ela.



REFORMAS E A PROFISSÃO DE NECROPSIA -As reformas que o Brasil vive são complexas e confrontam com a CLT. Para quem é concursado deve ficar atento as mudanças da previdência que são mais prejudiciais que a trabalhista. No que se refere aos profissionais de necropsia e área pós morte, não temos como saber até a volta dos concursos apartir de 2019.


Observemos: A reforma trabalhista tem alguns poucos pontos positivos. Para quem é CLT e concursado pouco muda, mas para quem pretende entrar futuramente tem 2 pontos interessantes.


1)Poderá haver surgimento de cooperativas de trabalho e surgir várias vagas de contrato, onde o necropsista será um terceirizado.


2)Levando em conta a questão de contrato com cooperativa e o fato da nossa área não ser regulamentada, perderemos muitos....quase todos os direitos trabalhistas....Inclusive insalubridade que já é em geral pouca e muitas vezes apenas 20%.
- Ainda não sabemos ao certo o impacto de forma geral e incisiva pra nós, mas é fato que nesta fase de reformas, nós devemos divulgar e buscar apoio para ainda em 2019 termos representantes que levem nossa regulamentação para aprovação. Fiquemos atentos a estas questões e busquemos perturbar desde já por email e midias esses políticos. Lembrando que diante de tanta corrupção e problemas ainda temos os nossos interesses. Afinal existem muitas pessoas na vontade de entrar nesta área e fazer que nossa profissão se mostre digna e de grande importância social.

2018/2019 Temos que fazer barulho! Falar com politicos, com escolas, com colegas da área de necropsia...Enfim manifestar nossa necessidade de regulamentaçao pra não dependermos só de concursos publicos e ter outras formas de oportunidade. A área de necropsia precisa de renovaçao, mas temos que correr atraz.

As pessoas devem refletir e saber qual objetivo de fazer um curso de necro ou tanato. Salario nao é interessante, o trabalho é pra quem encara bem e o numero de vagas é ridiculo...raro. Portanto é preciso analisar melhor os objetivos pra nao jogar dinheiro fora. O curso é util pra pessoas que atuam na saude, segurança e pra quem faz faculdade de biologicas. Assim fica coerente e util um bom curso com professores que sao ou foram da área de necropsia. Essa área por si só é pra poucos...eva tempo, demora conseguir algo e nao adianta se iludir!!




QUANDO ENTENDERMOS ESSAS MUDANÇAS E SE VERMOS UM LUZ NO FIM DESSE TUNEL



*Saberemos em 2018 como ficara o futuro dessa área

Regulamentação da profissão de necropsia

Regulamentação da profissão de necropsia = A DISCUSSÃO Tramites A regulamentação da profissão de necropsia é uma luta importante...